A verdade sobre as doenças da alma e porque o físico padece!

vistephan

vistephan

Especialista em PODER PESSOAL, com 15 anos de estudos aprofundados na área do desenvolvimento humano com os maiores especialistas nacionais e internacionais.

Entenda a verdade porque adoecemos tanto na ALMA e por que o físico padece!

Ninguém quer ficar doente, essa é a verdade, mas, de repente, do nada as coisas saem dos trilhos.

Você quer saber com certeza por que isso acontece, não é?

Será que existe ou existem fatores óbvios ou não óbvios para a doença chegar?

É o que vamos descobrir aqui.

Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, pesquisador em Neurociências; diretor clínico da Pineal Mind, afirma que, “Antes, a OMS definia saúde como o estado de completo bem-estar biológico, psicológico e social do indivíduo e desconsiderava o bem-estar espiritual, isto é, o sofrimento da alma; tinha, portanto, uma visão reducionista, organicista da natureza humana, não a vendo em sua totalidade: mente = corpo e espírito.

Na realidade existem diversas razões por que ficamos doentes. As pessoas dizem que fiquei doente porque fiz isso, aquilo que não deveria ter feito ou que algo chegou até mim por merecimento.

Esse último dá até arrepio na espinha, como diz uma amiga minha: “levar fubecada da vida ninguém merece, mas acontece”!

Hoje sabemos que os fatores genéticos, ambientais, alimentares, emocionais, alteram diretamente nossa vitalidade.

Sabemos que a raiva causa contração dos músculos, constrição dos vasos sanguíneos, causando hipertensão e resistência ao fluxo sanguíneo, mas, mesmo assim, ficamos furiosos, guardamos rancor e ficamos revendo as mesmas cenas do passado sempre e sofrendo.

Pensamentos causam respostas previsíveis causando a produção de compostos químicos em resposta `a cada emoção. Será que não vale a pena então aprendermos a controlar nosso fluxo de pensamentos?

Por exemplo, quando deixamos o medo nos dominar por muito tempo, ele ativa a produção do cortisol, o hormônio do estresse.

Como ter mais controle então?

Conhecendo-nos melhor para entendermos o funcionamento de nossa fábrica de pensamentos e quais deles estão sempre ao nosso dispor, causando desarranjos.

Mona Lisa Schulz em seu livro em parceria com Louise Hay, mostra que além dos nossos cinco sentidos que podem evocar nossas emoções, temos 5 sentidos paralelos que ela chama de “intuitivos”, como a clarividência (visão), a clariaudiência (audição), clarissenciência (sensações físicas) e as percepções olfativa e gustativa extra-sensoriais, que nos trazem informações sobre as coisas.

Utilizamos o poder da intuição quando dizemos, “ isso tá cheirando mal”. Prevejo que algo não vai dar certo, ou mesmo, você pensa em alguém e a pessoa lhe liga.

Temos indícios que nos dão sinais de diversas formas, mas ignoramos o chamado, achando que é besteira. Já ouvi relato de pessoas dizendo que tiveram um sonho ou uma intuição que era para se cuidar e foi ignorado o sinal.

Outro fator que contribui para o adoecimento são as mentiras que contamos para a gente e a ilusão que fazemos e temos sobre as coisas, desestruturando nosso sistema e causando mal-estar.

Quando meu pai faleceu estava morando longe dele, mas senti uma angústia exatamente no momento de sua partida. Logo pensei: aconteceu algo com meu pai! Outra vez fazendo Reiki no meu filho veio a palavra câncer e ele estava com a doença.

Preste mais atenção a todos os sinais que a vida lhe dá.

Outro fator que adoece muito, principalmente a alma, se sentimos que ninguém gosta de nós, que todos estão contra nós. Não se sentir merecedor ou suficientemente capaz do ter, ser e fazer algo.

Você mudará isso com a crença de que você tem o direito ou a possibilidade de ocorrer uma reversão.

Concordo com Louise Hay, quando ela diz que, para termos saúde, precisamos nos sentir seguros no mundo, também nos sentirmos apoiados pela família, amigos, trabalho.

Em seu livro “Está tudo bem”, doenças como fadiga crônica, fibromialgia, artrite, artrite reumatoide, vírus do Epstein Bar, hepatite, mononucleose, alergias são entendidas como desequilíbrios no nosso primeiro centro emocional que ela diz que compreende ossos, articulações, sangue, sistema imunológico e pele.

Quando estamos concentrados na nossa vida, nos esquecemos de que somos seres de relações, abandonamos nossa vida pessoal e saímos resolvendo os problemas de nossa família e dos outros.

Cuidar de si requer tempo e energia, portanto não vamos nos negligenciar porque precisamos nos sentir amados também, a via é de mão dupla.

Ficamos sempre com medo de que falte dinheiro, medo do futuro, são padrões de pensamentos negativos que nos desconectam da fonte da abundância e não resolve nosso problema.

Precisamos investir energia em diversos setores da vida como finanças, família, profissão, relacionamento, espiritualidade, educação, para criar saúde física e emocional.

Sei que administramos nossa casa e trabalho, muitas vezes sem delegar atividades aos membros, numa casa que consiste em filhos, animais etc. Para manter essa agenda produtiva, desligamos a sensibilidade feminina, para manter nossa agenda funcionando.

Decida abandonar a ideia de que precisa controlar tudo. Você vai perceber que o controle e as lutas constantes não são necessários para a felicidade.

 Quer ter mais saúde?

 Para conseguirmos ter mais saúde, o mais importante que agir para torná-la possível é estar em sintonia com o direito de ter saúde.  Portanto, reveja suas crenças, faça seus check-ups, cuide da sua espiritualidade e se ame incondicionalmente.

Com AMOR e Gratidão

Veja mais artigos

Doze Chakras
Artigos
vistephan

Os Doze Chakras

Quando nós fazemos nossa conexão através de meditação e mantras podemos ativar nossos centros de energia espalhados dentro e fora do nosso corpo. Esses pontos

Leia mais »
capa-ativacoes

Descubra Nesse Livro Digital Gratuito Como Usar A Poderosa Técnica "PAM" Para Acelerar 4x Mais A Realização dos Seus Desejos

Faça o download gratuito agora!

Preencha os campos abaixo